Buscar

5 mudanças do pós-crise que sua empresa precisa saber


Podemos não saber qual estratégia sua empresa utilizou para sobreviver à mais recente e maior crise brasileira, mas podemos afirmar que a forma de trabalhar e vários hábitos de consumo foram modificados e, com isto, o mundo digital cresceu.



Um estudo chamado “2018 Global Digital Report”, da We Are Social e Hootsuite, mostra que o uso da internet para o comércio tem tido uma tendência de crescimento constante.


Nós, da Think Marketing Digital, identificamos 5 aspectos do atual momento econômico brasileiro que estão incentivando uma nova e mais intensa forma de utilização da internet pelos consumidores.

1. Aumento do número de trabalhos autônomos


As recentes mudanças no âmbito trabalhista e a redução do mercado de trabalho com carteira assinada fomentaram a modalidade dos trabalhadores autônomos.


Essa modalidade possui um caráter mais individual, que permite maior liberdade de atuação, porém exigem mais responsabilidade e mais conhecimento a respeito dos direitos do consumidor e civil.


Assim, as compras comerciais, antes realizadas por departamentos de compra e venda de grandes estabelecimentos industriais, agora dividem espaço com trabalhadores autônomos, responsáveis pela própria procura de matéria prima, mercadorias e prestadores de serviços.


Para isso a internet tem se mostrado como o maior aliado dos trabalhadores autônomos, que podem comparar vários produtos, serviços e preços de forma rápida e eficiente. Inclusive, 58% dos brasileiros pesquisam sobre produtos na internet antes de comprar.

2. Redução do tempo disponível para comprar


A comodidade e rapidez ao comprar por meio da internet caiu no gosto dos consumidores. 32% dos brasileiros compram em e-commerces, que são tipos de transações comerciais feitas especialmente através de equipamentos eletrônicos.


A tendência é que as pessoas gastem menos tempo para realizar suas compras, o que favorece o comércio por meio de aplicativos. Estima-se que entre 2018 e 2020, os pedidos online cresçam 15% ao ano.

3. Redução da interferência do “dia do pagamento” e época do ano

Apesar da permanência de vários hábitos de consumo e fatores culturais, a redução dessa interferência é perceptível em função das novas relações de trabalhos.


O grande aumento no número de trabalhadores autônomos e algumas mudanças na legislação trabalhista diminuem o impacto no comércio no início de cada mês e nos períodos de férias.


Dessa forma, o marketing não pode ser restringir a uma massiva publicidade em determinado momento do mês ou período do ano. Assim o Marketing Digital terá importância primordial, por ser algo mais constante, uma vez que 85% dos internautas brasileiros acessam a internet em média de 9 horas por dia.

4. Aumento da segmentação no público consumidor

A segmentação da sociedade pelos seus hábitos de consumo vem aumentando consideravelmente. Consequentemente a publicidade deverá adequar-se a essa realidade. Neste aspecto não resta dúvida de que os meios publicitários convencionais não possuem a mesma eficiência do Marketing Digital.


O rádio e a televisão possuem até certa adaptabilidade para selecionar o público a que se direcionam. Existem canais voltados para diferentes faixas etárias, gosto por esportes, filmes e seriados; assim como estações de rádio para diferentes estilos musicais, conteúdo jornalístico e religioso.


Porém, em se tratando de Conteúdo e Marketing Digital a especialização mais específica é sempre possível. Direciona-se conteúdo para pessoas que gostam de filmes, de um gênero de filme, de um filme específico e, até mesmo, de um personagem específico de um filme. Por exemplo, existem sites e páginas nas redes sociais voltadas para o filme Star Wars e para vários de seus personagens, como o Darth Vader, Han Solo ou mestre Yoda.


Enquanto há estações de rádio específicas para determinados estilos musicais, digitalmente há inúmeras possibilidades de oferecer conteúdo ainda mais específico para os mesmos públicos.


Além disso, no mundo digital o conteúdo pode ser facilmente direcionado para determinada região, estado, cidade e bairro. E mais, para determinada faculdade, empresa, associação, religião.


Da mesma forma é possível alcançar determinadas profissões, como empresários, médicos, advogados, militares, servidores públicos, veterinários, e também para acadêmicos de direito, psicologia, agronomia, administração, letras, ciências contábeis, economia...


O Marketing Digital voltado para públicos específicos possui uma eficiência muito grande, permitindo que sua empresa direcione recursos para um segmento da sociedade que realmente poderá redundar em considerável retorno financeiro.

5. Mais usuários de redes sociais


Nesse ano o Brasil chegou ao número de 139 milhões de usuários ativos na internet, aproximadamente 66% do total de sua população. Desses, a grande maioria utiliza redes sociais, totalizando 130 milhões de usuários ativos.


Assim, ao adotar uma estratégia de marketing não se pode ignorar o Marketing Digital é uma forma muito mais econômica e eficiente de publicidade que alcança cerca de 60% dos brasileiros que são usuários ativos de redes sociais.


-

A Think Marketing Digital trabalha intensamente com empresas que desejam aproveitar ao máximo de todos esses aspectos, divulgando da melhor forma possível aquilo que elas têm de melhor.

Caso tenha gostado desse artigo é permitida a reprodução desse artigo em parte ou no todo, mas com a devida citação da fonte, assim como seu compartilhamento nas redes sociais.


Referências:

https://digitalreport.wearesocial.com/

https://exame.abril.com.br/revista-exame/com-apetite-de-unicornio/

  • Facebook - Black Circle